quarta-feira, abril 27, 2005

O medo de amar e ser amado

Confusas são as relações afetivas mais modernas, que muitas vezes nem chegam a ser afetivas por medo de quaisquer das partes de se envolver demais, de amar demais e de ser amado demais... mas por que?
Será por que é fora de moda? Será por medo de perder a liberdade? Será o medo de sentir-se vulnerável e perder o controle de seus próprios sentimentos? Perder liberdade? De que? De sair e não dar satisfação? E o que mais? E qual é a satisfação de se ter toda a liberdade do mundo se no fundo, lá no fundo, não se tem uma só pessoa a quem se apegar quando se sente só?
Agente é covarde por ser egoísta e nem sequer tem a coragem de admitir que se sente só, sim... e muitas vezes... Ora, vamos! Esses momentos de impasse são sempre muito aterrorizadores!!! Agente não dorme, não tem apetite, se angustia, tem constantes instabilidades de humor...
Cosa faccio?

1 Comentários:

Anonymous Cassio disse...

Adorei isto!
Eu acho que na verdade eu tenho medo de perder a liberdade sei lá!

14/9/05 20:38  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial