sexta-feira, julho 15, 2005

Duas cenas marcantes e inesquecíveis...

Duas cenas hoje vi, em menos de meia hora uma da outra...
Primeiro, eu estava em frente ao Carrefour Villa-Lobos pra pegar ônibus ao trabalho... Ao fundo do ponto, havia um pipoqueiro, de meia-idade, simples e humilde, que lia em voz alta algumas sílabas de umas palavras em algum jornal a um senhor mais velho, bem mais velho. O pipoqueiro estava a ensinar o velhinho a ler... lia sílaba por sílaba, e o velhinho ia repetindo... e aprendendo!! Puxa! Que momento emocionante, pra mim, que sou educadora. Só não prestei mais atenção ainda porque meu ônibus já chegava. Dei o sinal.
Subi no ônibus 8319 Praça Ramos para daí saltar no sexto ponto e ir pra casa da Patty pegar uma carona com ela. No ônibus, sentei ao lado de um senhor de meia-idade, meio ruivo, de barbas, aparentando ser estrangeiro... sei lá... o fato inusitado é que ele tecia um pequeno tapete: segurava uma tela e ia bordando-a, ponto a ponto, na tela já se ha via preenchido as bordas, muito bem feitas; havia já figuras de duas flores em cores vivas, e ele bordava agora umas letras (iniciais de nomes... talvez?) PUXAA!! Fiquei num misto de admiração e inveja de tanta habilidade... Eu adoro bordar... mas nunca consegui finalizar uma bainha de toalha... E aquele senhor o fazia tão bem! Logo veio meu ponto e levantei-me, mas não poderia descer sem antes lhe dizer um: "O tapete está ficando lindo!! Parabéns!!"
Duas cenas marcantes, inesquecíveis nessa quinta invernal de julho...

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial