quarta-feira, janeiro 02, 2008

Ano Novo e "Dois Filhos de Francisco"

Há tempos, desde que esse filme fora lançando, muitos amigos haviam me dito que o filme era emocionante. Me intriguei, mas confesso que não tinha até hoje tido iniciativa de ir assistir no cinema ou alugar em DVD.
Hoje, em primeiro dia de novo ano, resolvi ficar em casa e assistir ao filme pela televisão.
Impressionante! Emocionante! Cativante! Eu não pisquei nem um minuto sequer. Agora entendo por que de tanto sucesso de crítica e de público. Confesso nunca ter lido sobre a biografia de Zezé di Camargo e Luciano, mas após ter assitido ao filme biográfico, revi meus conceitos sobre duplas sertanejas de sucesso. No caso deles, além do talento e da perseverança, há a figura adorável e cativante do Seu Francisco, que é maravilhosamente interpretado pelo fabuloso Angelo Antonio que comove demais, e que é decisivo na propulsão da carreira dos dois filhos, que na realidade, poderia se chamar "três filhos", já que um terceiro irmão é o homenageado de forma tão bonita e emocionante. O "Seu" Francisco verdadeiro aparece ao final, junto com os verdadeiros Zezé e Luciano.
Chorei copiosamente, sem nenhuma vergonha de confessar isso. Pode achar piegas, o que quiserem, mas decidi no meu primeiro dia de novo ano que darei ainda mais valor aos sentimentos simples, de amor, de admiração, de conseguir expressar mais vezes a mais pessoas... "eu gosto", "eu admiro", "eu amo", e me tornar um ser humano menos complicado.
Precisava muito registrar essa minha emoção, hoje.
Esse ano não quero mais falsas pessoas, dissimulados seres, gente que finge ser o que não é, gente que come mortadela e quer arrotar caviar, chega! No ano que passou e que me fez calar, alguns saberão, deveu-se a pequenos traumas de encontros e desencontros com seres humanos com esse perfil apavorante: fingidos, covardes, dissimulados, gente que quer ser o que não é, quer ostentar o que não tem, diz que é uma coisa quando é outra, gente interesseira, enfim... Ainda bem que o ano passado já passou, acabou! Ufa! Agora é ano novo, vida nova, sentimentos novos, afetos simples, pessoas menos complicadas na minha passagem.
Muitas reflexões - aleatórias ou não - espero poder trazer cá!

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial